Durante uma conferência recentemente realizada no Center for Strategic and International Studies (CSIS), o diretor do FBI James Comey deixou uma série de recomendações importantes para proteção da privacidade e dos dados. Cobrir as webcams dos computadores foi uma das suas sugestões. Ao não escondermos as câmaras web podemos estar a abrir vulnerabilidades que podem ser aproveitada por hackers e a criar as condições ideiais para cenários de extorsão ou de espionagem industrial, por exemplo. “Se trancamos habitualmente as nossas casas e os nossos carros, por que é que os nossos computadores podem ficar abertos à mercê dos criminosos?”, perguntou o responsável máximo do FBI. Na verdade, muitos utilizadores de PCs já perceberam que as webcams os podem colocar em risco de invasão de privacidade. Um dos exemplos mais famoso vem do próprio fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, que cobre todas as webcams de sua casa, inclusive a do seu laptop, com fita adesiva.

Atualmente, existem soluções bastante mais práticas que fita adesiva – pelo menos no que diz respeito aos monitores dos PCs. A nova geração de monitores profissionais da Philips apresenta um alinhamento de equipamentos com 27”, 24” e 22” polegadas que integram uma webcam que apenas fica visível quando é ativada. Usando apenas um dedo, a câmara pode ser levantada ou novamente escondida. A vantagem é clara: se necessitar da câmara durante uma conferência online, por exemplo, basta levantá-la. De contrário, ela mantém-se escondida e os hackers não têm hipótese de explorar esta vulnerabilidade.

“Tomámos a decisão consciente de transformar a câmara numa funcionalidade de hardware controlada manualmente, porque desta forma é impossível ser explorada por hakers”, disse Thomas Schade, vice-presidente da MMD para a Europa, o parceiro que tem a licença de marca para os Monitores Philips. “Hoje em dia, as videoconferências são uma ferramenta essencial para comunicação profissional na maior parte das empresas. Ao mesmo tempo, as webcams abrem uma janela de oportunidade para espionagem industrial. A nossa solução simples oferece aos nossos clientes condições de trabalho seguras e eficientes.”

Tal como acontece com outros monitores da Philips para o setor profissional, estes novos ecrãs possuem um impressionante conjunto de funcionalidades especificamente criadas para promoverem a produtividade. Independentemente da dimensão, são suficientemente compactos para se ajustarem a qualquer secretária. O espaço de visualização é maximizado pela moldura extrafina que contorna o ecrã e que oferece também uma experiência de visualização mais envolvente quando alinhado com múltiplos ecrãs. A qualidade de imagem é excelente e garante a máxima nitidez de visualização graças às fontes de elevada largura de banda suportadas pelos monitores como é o caso do DisplayPort e do HDMI. Os monitores suportam ainda “Daisy Chaining”: a capacidade de ligarem uma série de equipamentos através de uma única conexão entre dois equipamentos. Este esquema de ligação, que assenta sobre um cabo DisplayPort entre cada conjunto de monitores, oferece uma configuração de sistema mais organizada e menos confusa. Um dos principais benefícios de uma configuração com vários monitores é o aumento da produtividade e a simples criação de ambientes multitarefa.

Produtividade ecológica

Os novos monitores traduzem também o compromisso da MMD face à produtividade sustentável. Integram sensores inovadores que reduzem ao máximo o consumo energético. O PowerSensor, por exemplo, consegue detetar se está alguém na secretaria e reduz automaticamente o brilho do ecrã se o utilizador se ausentar. Esta funcionalidade consegue reduzir os custos de energia em até 80 por cento e prolonga o tempo de vida do ecrã. Uma estrutura livre de BFR e com 85 por cento de plásticos reciclados justificam a declaração de que estes monitores são verdadeiras ferramentas de produtividade amigas do ambiente.

O modelo Philips 272B7QPTKEB já estão disponíveis a um preço recomendado de 599 EUR. Os 241B7QPJKEB e 221B7QPJKEB ficarão disponíveis no último trimestre de 2016 e o primeiro trimestre de 2017, respetivamente.

 

Para mais informação sobre os monitores da Philips: www.philips.com/monitors

Partilhar...
Daniel Sousa @TutoDS
Fundador do site TutoDS.net, projeto que surgiu passado algum tempo da criação do canal do Youtube. Apaixonado por tecnologia, Android, Design, Eletrónica e tudo o que engloba o mudo da tecnologia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreve o teu comentário!
Insere aqui o teu nome por favor