Anúncios do Edge no Windows 10 disfarçados de pop-up.

Microsoft deixou muitos utilizadores irritados no início deste ano com as tentativas de cada vez mais desesperadas, fazer os utilizadores atualizarem para o Windows 10. Independentemente do novo sistema operativo ser uma melhoria, as pessoas não gostam de estar a atualizar constantemente o sistema operativo. Parece que a Microsoft não aprendeu a lição, e agora está empurrando, o que são essencialmente anúncios, para o seu browser, mas apenas para alguns utilizadores do Windows.

O Edge da Microsoft é o substituto do Internet Explorer, mas foi um pouco complicado quando o Windows 10 foi lançado. A mudança nos browsers não impediu que os utilizadores escolhessem alternativas como o Chrome, Firefox e Opera. Aparentemente, a Microsoft acha que pode colocar algumas notificações na forma de pop-ups a aparecerem na barra de tarefas.

O anúncio lembra os utilizadores que podem inscrever-se no Microsoft Rewards e ganhar pontos enquanto usam o Edge. O anúncio – e vamos ser honestos, isso é o que é – não aparecerá para quem já usa o Edge regularmente ou que pertencer à Microsoft Rewards. Ou seja, este pop-up não aparecerá para estes utilizadores do Edge.

O que é particularmente irritante sobre este anúncio é que a Microsoft não parece considerá-lo um anúncio. Não é governado pelas “sugestões” de personalização, que conta com a sua própria história de abuso. O anúncio do Edge faz parte das dicas e truques da Microsoft. Para desativá-lo, apenas precisas de ir a “Configurações> Sistema> Notificações” e “Ações” e desativar a opção “dicas, truques e sugestões“.

Esse não é o único aspecto do novo blitz de anúncios do Edge da Microsoft. As pessoas relatam ter visto “dicas” no centro de ação que dizem que o Chrome é um “mau” browser, no que toca á vida da bateria, e o Edge seria muito melhor neste ponto. Este é apenas um anúncio sob o disfarce de uma sugestão útil. No Android, o Google criou uma regra segundo a qual os desenvolvedores não podem colocar anúncios na área de notificação.

Ninguém está a dizer que a Microsoft não deve ser capaz de promover os próprios produtos. No entanto, é necessário haver um meio termo entre promoção e o irritante. Um bom começo seria respeitar verdadeiramente as configurações de anúncios do utilizador e não fingir que esses pop-ups são “outra coisa”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreve o teu comentário!
Insere aqui o teu nome por favor